108SP GRUPO ESCOTEIRO JABUTI | Escoteiros do Brasil | São Paulo

GRUPO ESCOTEIRO JABUTI | Escoteiros do Brasil | São Paulo

A HISTÓRIA DA AYSSÉ

A Grande História da Ayssépoguassú

No começo do ano de 2001, as Côrtes de Honra das Tropas Tiorô e Gavião se reuniram para decidir o futuro do ramo escoteiro do GE Jabuti.

Três questões importantes foram levantadas. A primeira era que o Programa de Jovens precisava ser aplicado. A segunda era o programa de co-educação e a terceira o pequeno número de jovens nas duas tropas. A masculina, Tiorô, com 13 meninos e a Gavião, feminina, com 17 meninas.

Diante destas questões as Côrtes de Honra decidiram juntar as duas tropas, formando uma tropa mista.

Para isso, foi decidido que uma nova tropa seria aberta, deixando a Tiorô e a Gavião na memória.

Aysse_Original

Foto da primeira formação da Tropa Ayssépoguassú, Acampamento de Viracopos, 2001


Os nomes das novas patrulhas seriam escolhidos pelos próprios jovens, seguindo apenas duas regras:
1) seriam nomes de animais;
2) animais da fauna brasileira.

Nesta mesma Corte, foi sugerido e aceito o nome dos monitores, que seriam os mais experientes. Fernanda Devechi, Rodrigo Fernandes, Vinícius de Oliveira e Ana Carolina Tognini, monitores da Jaguar, Lobo-Guará, Onça Pintada e Esquilo respectivamente.

Passados dois sábados após a Corte, o chefe Sess sugeriu o nome Ayssépoguassú (Nação da Mão Esquerda), que foi aceita. No sábado seguinte o chefe Sess veio com o grito da tropa.

O então presidente do 108SP, chefe Irapuã, nomeou o chefe Sess como chefe da nova tropa, tendo como seus assistentes o veterano chefe Wallace, o chefe Bento, o chefe Leo, o chefe Ferret, o chefe Jão, o chefe Mau, a chefe Carol e a chefe Fabiana.

Chefia_Original

Chefia da Tropa Ayssépoguassú: Chefe Sess, Wallace, Mau, Bento, Leo, Fabiana, Jão, Ferret e Carol.


O primeiro acampamento que realizamos como Ayssé, foi um acampsede, que a patrulha Jaguar saiu vitoriosa.

O primeiro grande evento que a Ayssé participou foi o Acampamento da Amizade, em Viracopos.

Desta nova tropa, saíram 2 escoteiras Lis de Ouro, as monitoras Fernanda Devechi e Ana Carol Romanelli Tognini (filha da chefe Beth).

A última escoteira Lis de Ouro da Ayssé, foi a Thais Terumi Sakiyama.

Em 2010, devido ao grande número de garotas na patrulha Lobo-Guará, a Corte de Honra da Tropa Escoteira Ayssépoguassú, decidiu abrir outra patrulha e que a escoteira que assumiria essa nova patrulha seria a recém “contratada” do Jabuti (ela veio do Grupo Escoteiro X, por causa de Y), Júlia Trindade. Juntamente com ela, vieram as escoteiras Heloísa (sub), Ana Bia (3º el/o), Katheleen (4º el/o), Ana Carol (5º el/o) e a recém chegada a Ayssé da Alcatéia Amanda (6º el/o). A primeira atividade externa da Patrulha Camaleão foi o desfile de 9 de julho.

* Memórias do chefe Sess

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (8 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +5 (from 7 votes)
A HISTÓRIA DA AYSSÉ, 10.0 out of 10 based on 8 ratings